Dona Teresina e sua vizinhança: O exagero agora tem nome

https://www.editoramultifoco.com.br/web/image/product.template/2671/image_1920?unique=1e891cc

Wilgner San

R$ 52,00 52.0 BRL R$ 52,00

R$ 52,00

Not Available For Sale

Essa combinação não existe.

doces e fofoca lançamentos riso

Termos e Condições
Garantia de devolução do dinheiro em 30 dias
Envio em até 30 dias úteis.


Autor: Wilgner San
Ano: 2023
Gênero: Literatura Brasileira
ISBN: 9786598171988
Páginas: 146
Selo: Birrumba

Descrição

Te contar uma fofoca: Dona Teresina sou eu


Não importa se você gosta de fofoca ou se odeia fofoca, este livro é para você de qualquer forma. DONA TERESINA E SUA VIZINHANÇA é um livro divertido, interessante, que vai te fazer rir e pensar.

O que é a Síndrome da FOFOCA?

Discorrer sobre a fofoca e suas consequências é uma questão difícil para a sociedade moderna, ainda mais quando se trata apenas de maledicência. Por isso, quilos de imaginação e uma saraivada de insanidade atingem as características e vivências da protagonista e dos coadjuvantes que a cercam; no gênero fantástico, o leitor tende a olhar para o espelho com mais facilidade, pois o reflexo sempre parece ser do outro e não de si mesmo. No livro, esse filtro do exagero atinge a própria fofoca, que é apresentada como uma síndrome, na qual os diversos contextos de uso acenam ironicamente aos primórdios da humanidade — não só uma forma de compartilhar informações para a sobrevivência, mas também uma espécie de “argamassa” que une um grupo social. Afinal de contas, o que seria dessa vizinhança sem a fofoca? Nem sequer existiria. 

Quem é Dona Teresina?

Nas primeiras edições do livro, alguns leitores disseram que Dona Teresina era uma criatura irritante, complexa, surreal. Na verdade, deve assim ser, pois ela representa um resultado final: misture aquela vizinha de língua afiadíssima que não leva desaforo para casa nem teme o que os outros vão pensar dela e de seus modelitos do dia a dia; a Fulana antipática, da casa ao lado, incomodada com tudo e todos; a Beltrana que deseja sempre saber de tudo e não perde um evento (nem que seja casamento entre bonecas realizado pela filha da vizinha); a Sicrana enxerida que transmite ao mundo as ocorrências da vizinhança — E pronto! Dona Teresina materializa-se e bate à sua porta..